«

»

abr 12

As técnicas expressivas na Arteterapia

As técnicas expressivas da Arteterapia nos oferece um caminho de elaboração dos símbolos que estão presentes em nossas vivências, desde sempre! Nossa linguagem é simbólica, e a psicoterapia, grosso modo, pode ser entendida como o processo de elaboração dos símbolos através da fala que se estabelece entre cliente e terapeuta.
As técnicas expressivas são inúmeras – pintura, escultura, desenho, dramatização, escrita criativa, entre outras. E todas elas podem ser utilizadas no contexto arteterapêutico.
Os símbolos possuem um aspecto verbal, do qual o Ego tem acesso – é o momento em que a pessoa fala sobre uma vivência e interpreta isso junto com terapeuta, localizando-a em sua história de vida, fazendo ligações com outros símbolos, tendo alguns insights. Mas também temos os aspectos não verbais contidos nos símbolos, ou seja, tudo que se refere ao mundo arquetípico do ser humano: características irracionais, fantásticas, tudo o que o Ego só tem acesso através do símbolo.
Nesse sentido, os recursos expressivos nos permitem entrar nesse campo simbólico e elaborar as nossas vivências, através da nossa imaginação. Byington, analista junguiano, diz que “se a psique fosse um pássaro, a imaginação seria suas asas”, pois é com a imaginação que podemos entrar nesse mundo da fantasia, acessar essa parte do símbolo que não é verbal, e, ao elaborar esses conteúdos, expandimos nossa consciência.
A elaboração simbólica, através de um trabalho expressivo, integra a razão e a emoção, as duas grandes polaridades do ser. Pelo trabalho expressivo, a pessoa transita nessas duas dimensões – ora mergulhada no emocional, fazendo uma pintura, por exemplo, ora no racional, ao falar sobre a sua pintura. Dessa forma, a pessoa vai construindo os significados daquela vivência e ampliando a compreensão sobre sua história, sobre si mesma.

Algumas atividades interessantes, que qualquer pessoa pode fazer em casa mesmo:
Pinte um sonho
Desenhe os seus sentimentos
Escreva uma conversa entre você e seu medo, por exemplo.
Faça uma colagem com recortes de revistas, com um tema a sua escolha
Enfim, as possibilidades são muitas, é só dar asas à imaginação.
E se quiser um trabalho mais profundo, dentro de um processo arteterapêutico, entre em contato conosco, será muito bom poder te receber!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>